Posts

Uma camiseta personalizada pode ser estampada de diversos modos: serigrafia, DTG e Sublimação, por exemplo.

Camiseta personalizada: os 4 erros mais comuns!

Camiseta personalizada: os 4 erros mais comuns!

Parte de nosso estilo está refletido nas roupas que usamos. Como consumidores de camisetas, por exemplo, queremos sempre estampas de qualidade e sem falhas. Por isso, se você trabalha com a venda de camiseta personalizada, precisa estar atento aos detalhes para não cometer erros.

Para que fique mais fácil de perceber quais as falhas na hora de estampar, separamos os 4 erros mais comuns. Veja a seguir:

Camiseta personalizada: como estampar

Uma camiseta pode ser estampada de diversos modos: serigrafia, DTG e Sublimação, por exemplo.

Camiseta com estampa de Kombi. Foto: Pixabay/Alterfines

Em suma, existem 5 formas de estampar uma camiseta. São elas:

  1. Bordado
  2. Estamparia Laser
  3. Estamparia digital direta (DTG)
  4. Serigrafia
  5. Sublimação

Outra coisa, você deve ter em mente que, para personalizar uma camiseta, além de conhecer as formas de estampar, é preciso escolher bem o tecido e cor das camisetas. Com efeito, essa atenção aos pequenos detalhes vai garantir mais qualidade para seu produto. Assim sendo, vamos mostrar agora quais são os erros mais comuns na hora de customizar as camisetas:

4 erros comuns em uma camiseta personalizada

Cor da camiseta

Para fazer uma camiseta personalizada, é preciso prestar atenção na cor do tecido.

Camisetas com tecidos de cores diferentes. Foto: Unsplash/Dr. Josiah Sarpong

Em primeiro lugar, você deve saber que a cor da camiseta influencia no resultado da estampa. Portanto, quando for estampar, considere que um mesmo design pode ter resultados de impressão diferentes em camisetas brancas e coloridas.

Em outras palavras, uma imagem pode ficar muito bonita em uma camiseta que é branca. No entanto, na hora de colocá-la em uma camiseta rosa, por exemplo, pode ser que não combine.

Formato ruim

Quanto ao formato do design, vamos dividir em dois tipos de erro:

  1. Resolução do design. A imagem que você escolheu para estampar precisa estar formato PNG ou JPG e a resolução deve ser de 300 DPI. Isto é 300 pixels por polegada.
  2. Fonte do texto. No caso de uma camiseta que tenha um texto, você deve ficar atento se a fonte usada na estampa é adequada. Caso contrário, a impressão não será boa.

Proporção da estampa

Ao fazer uma camiseta personalizada, você deve prestar atenção ao tamanho e proporção da estampa.

Camiseta preta com estampa grande. Foto: Unsplash/Efren Barhona

Para que sua estampa não fique desfigurada, é preciso estar atento ao tamanho e proporção da camiseta. Sempre centralize o design de acordo com aquilo que deseja. Além disso, cuide para que a estampa não fique no “lugar errado”. Isto é, para que não cause um efeito visual ruim que gere um duplo sentido indesejado.

Qualidade do tecido

Por fim, preste atenção na qualidade do tecido que escolher. Ele precisa ser sempre igual e seu fornecedor deve garantir isso. Caso contrário, seu produto vai estar comprometido.

Para que você tenha mais tranquilidade, opte por empresas com tempo de mercado. Nesse sentido, a Disque Camisetas se destaca por estar a muito tempo no mercado e oferecer um produto excelente.

Dica extra para camiseta personalizada

Agora que você já conhece os 4 erros mais comuns na hora de fazer uma camiseta personalizada, vamos te dar mais uma dica:

Cuide para não baratear demais o processo de produção de suas camisetas e, no final, ter um resultado ruim. Ou seja, não caia na cilada de escolher um tecido ruim, um design que não é criativo, com uma estampa de baixa qualidade e a cor errada somente para deixar o produto mais barato.

Lembre-se de que a opinião do cliente influencia nas futuras vendas. E, se precisar de mais dicas, fale com a gente!