Posts

Margem de lucro

Margem de lucro: o que é e como calcular?

Margem de lucro: o que é e como calcular?

Você sabe dizer qual é a lucratividade do seu negócio? Ou seja, sabe dizer qual é a sua margem de lucro?

Nem sempre essa margem é considerada na hora de determinar o preço de um produto ou serviço, no entanto ela é essencial para o negócio. Isso porque ela garante a saúde financeira e o poder de investimento de um empreendimento.

Vamos te mostrar agora o que significa, exatamente, margem de lucro e como você pode calculá-la de maneira simples. Vem com a gente!

Para que fique mais fácil de calcular a margem de lucro, você pode contar com a ajuda de uma calculadora.

Calculadora ajuda a saber a margem de lucro. foto: Pexels / Karolina Grabowska

O que é margem de lucro?

A margem de lucro, ou lucratividade, é o valor, em percentual, de quanto a empresa lucra com um produto ou serviço. Sua porcentagem é adicionada aos custos totais do preço final.

Em outras palavras, podemos dizer que a porcentagem de lucro é responsável por gerar o lucro da empresa.

Ela também ajuda a ver como anda a saúde do empreendimento. Isso porque ajuda a entender se o lucro é suficiente para manter o negócio e fazer com que cresça. De acordo com o SEBRAE, é fundamental que o gestor do negócio saiba analisar de modo objetivo em que pé se encontra esse indicador financeiro.

Como calcular a margem de lucro?

Não importa o tamanho do seu negócio, conhecer a margem de lucro é essencial.

Mulher analisando a lucratividade saudável de sua empresa. foto: Pexels / Andrea Piacquadio

De modo geral, a lucratividade pode ser calculada de duas maneiras, por meio do lucro bruto ou então do lucro líquido. Veja:

Lucro bruto

Nesse ponto, para saber a margem de lucro bruto da empresa, você precisa conhecer a receita total, além dos custos de produção (matéria prima e mão de obra). Vamos te ajudar com um exemplo.

Só para ilustrar, imagine que você tenha um custo de R$20,00 para produzir uma camiseta e que vende ela por R$30,00, que é a sua receita. Em primeiro lugar você precisa descobrir seu lucro bruto:

  • R$30 (receita) – R$20 (custos) = R$10 -> este é seu lucro bruto

Com esse valor, você pode calcular seu lucro em porcentagem:

  • lucro bruto / receita x 100 = margem de lucro (%)
  • R$10/R$30 = 0,3
  • 0,3 x 100 = 30%

Nesse caso, a porcentagem de lucro da empresa com a venda de camisetas é de 30%.

Lucro líquido

Agora, no caso do lucro líquido, temos outras variáveis para considerar. Nesse sentido, custos com aluguel, impostos, água, luz e outros encargos entram na conta. Para que fique mais claro, vamos continuar com o mesmo exemplo.

Assim sendo, imagine que, além do custo de R$20,00, a empresa também gasta R$2,00 com impostos e R$3,00 com outras despesas. Logo, o custo total é de R$25,00 e o lucro líquido será de R$5,00.

Com isso, a lucratividade fica assim:

  • lucro líquido / receita x 100
  • R$5 / R$30 x 100
  • 0,16 x 100 = 16%

Desse modo, apesar da porcentagem ser menor, usar o lucro líquido mostra um valor mais real para o empreendedor.

A partir do cálculo da margem de lucro, é possível definir se o negócio é saudável ou não para se manter. E aqui, vale considerar que cada tipo de negócio tem uma lucratividade ideal. Portanto, antes de qualquer coisa, pesquise se sua porcentagem de lucro está dentro do esperado para o setor.

uniforme escolar

Tudo sobre camiseta para uniforme escolar

Todo começo de ano é o mesmo processo: correria para comprar uniforme e material escolar. 

O uniforme escolar é normalmente uma exigência do colégio para facilitar a identificação do aluno e a escolha da roupa todos os dias.

A obrigatoriedade do uso, necessidade de ter mais de uma peça, e velocidade de crescimento das crianças e jovens, torna o mercado de uniforme escolar muito interessante.

Por esse motivo, separamos um conteúdo informativo e interessante com diversas informações sobre as peças de uniformes escolares.

Confira!

Mercado

Normalmente os uniformes são ofertados diretamente pelo colégio ou por lojas especializadas em uniformes escolares. 

Independentemente do método de oferta dos uniformes escolhidos pelo colégio, é necessária uma boa preparação, pois o maior volume de compra por parte dos alunos ocorre no período antes do início das aulas, aproximadamente nos dois primeiros meses do ano.

Seguido pelo retorno das aulas em julho, o restante do ano segue apenas com reposições de peças. 

Se o colégio se encontra em uma região fria, por exemplo, haverá períodos de maior demanda, principalmente para moletons e jaquetas.

Preparação para a demanda

A melhor forma de se preparar para a demanda, é se baseando no histórico de venda. 

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas não estudam o histórico das demandas de uniforme do ano anterior e com isso, perdem novas vendas. Afinal, o aluno não tem a opção de esperar e acabará comprando em outro lugar.

Outra alternativa interessante para basear seu estoque em grandes saídas de uniforme, é estudar a quantidade de alunos por faixa etária no colégio, considerando uma média de três peças para cada um.

Caso o uniforme seja vendido por mais de um local você deve considerar essa variante e diminuir para 1 ou 2 peças por aluno.

Quais são os tecidos mais utilizados em uniformes?

uniforme escolar

O material mais utilizado para camiseta de uniforme escolar é a malha PV – Poliéster/Viscose. A malha PV é amplamente utilizada nos uniformes devido a sua maciez e durabilidade.

Também podemos salientar o fato de que a malha PV amassa muito pouco, se tornando uma opção mais fácil de passar, dispensando até mesmo a utilização do ferro de passar para a alegria das mamães e papais.

Uma característica importante do PV é que ele pode gerar as famosas bolinhas. Isso ocorre porque o PV é um fio sintético e fiado, quando lavado as fibras do fio se soltam e devido a estática ficam presas ao tecido, aos poucos essas fibras vão acumulando em um ponto e se enrolando, formando bolinhas.

No entanto, existem algumas formas de evitá-las, como por exemplo, lavar a peça do lado avesso, para diminuir o atrito e usar o sabão em pó de forma comedida. 

No algodão esse problema não ocorre, pois, a estática é menor e a fibra ao se desprender do fio não fica grudada na peça.

Alguns colégios, principalmente os especializados em uma faixa etária mais elevada, como pré-vestibulares e cursinhos, podem aderir camisetas 100% algodão.

Orientações para compra ou produção de uniformes

  1. Se você tiver acesso ao colégio, tente negociar um uniforme simples. Uniformes muito personalizados demoram mais para ser produzidos, são mais caros e caso o colégio resolva mudar o modelo você poderá ter perdas futuras.
  2. Fique atento, alguns colégios liberam para que qualquer pessoa produza os uniformes, enquanto outros exigem autorização.
  3. Separe seu estoque em peças lisas (sem aplicações e logos) e peça personalizada. Assim você não coloca todos os ovos na mesma cesta, caso algum problema ocorra como fechamento do colégio ou baixa demanda, você ainda poderá dar alguma destinação às peças lisas.
  4. Encontre fornecedores que lhe acompanhem na demanda. Se você compra 5.000 peças infantis azul, encontre um fornecedor que em parceria se prepare para esta demanda
  5. Faz parte da rotina do colégio, muitos eventos utilizam uniformes como as gincanas e festas.

Por qual motivo o uniforme escolar foi criado?

Ainda que pareça muito óbvio o motivo pelo qual o uniforme foi criado, também é interessante entendermos para reconhecer sua validade nos dias de hoje.

A princípio, os uniformes foram formulados para representar a escola e suas tradições, por intermédio das cores, símbolos e brasões.

Com isso, tanto a instituição, quanto os alunos, repassaram a mensagem de ordem e exemplo para outras pessoas.

Podemos considerar como exemplo, a década de 40, onde um uniforme bem conceituado representava a alta sociedade e também a boa aceitação, fazendo com que tal escola fosse a mais desejada por pais e alunos.

Já nos anos 90, as escolas decidiram reformular seus uniformes com tecidos mais jovens e confortáveis, atraindo o uso dos alunos de maneira positiva.

Infelizmente, os jovens atuais preferem não utilizar uniformes, por considerarem algo clichê. No entanto, as escolas preservam este conceito, pois o uniforme não é apenas uma roupa, e sim uma vestimenta que induz a ordem e respeito para todos.

Além disso, o uso do uniforme escolar estimula a aceitação em grupos sociais, fomentando novas relações e aprendizados.

O uniforme escolar garante ordem e segurança

O uniforme escolar não representa apenas um padrão imposto pelas escolas, mas também a segurança que ele oferece aos alunos e professores.

O uso do uniforme dentro da escola, mostra que determinada pessoa faz parte daquele meio e está resguardada em seu ambiente. Por isso, esse elemento é importante para todos os cargos e atividades. 

Uma vez que a escola adota esse padrão, ela diferencia as equipes, cargos, e alunos, fazendo com que cada um entenda sua respectiva função.

Aprenda a conservar uniformes escolares

Agora você poderá conferir algumas dicas fundamentais para a conservação dos uniformes escolares.

Veja!

  • Escolha um número maior: ao comprar os uniformes do seu filho, opte por uma numeração maior. Crianças e adolescentes crescem e se desenvolvem com muita rapidez, fazendo com que eles percam suas roupas rapidamente. Se você preferir um tamanho maior, estará resguardado de ter que comprar novas peças depois de pouco tempo, desperdiçando um dinheiro que poderia ser investido em outros recursos para seu filho.
  • Se atente às etiquetas: Já pensou perder o uniforme novinho de seu filho na primeira lavagem? Bom, você não irá gostar nada disso! Para isso, é aconselhado a verificação das etiquetas dos uniformes, conferindo os modos corretos para lavar, secar e passar a peça de roupa.
  • Cuidado com as cores na hora da lavagem: Para preservar a durabilidade do uniforme escolar de seu filho, não misture roupas pigmentadas durante a lavagem. O mais indicado, é realizar as lavagens separadamente, prezando pela qualidade e estética do tecido.
  • Atenção na hora de passar: Tenha muita atenção ao passar uniformes que contenham estampas ou relevos. O indicado para esses casos, é realizar a passagem com a peça de roupa do avesso. Lembre-se que altas temperaturas do ferro danificam os tecidos.
  • Cuidado com as personalizações: Cortar uma gola aqui, fazer um bordado ali, podem ser motivos de problema. Qualquer customização nos uniformes deve ser verificada com antecedência juntamente com a escola.

Conclusão

Agora que você aprendeu mais sobre os uniformes escolares, será bem mais divertido cuidar e comprar novas peças para seus filhos!

Não deixe de acompanhar novos posts que podem te ajudar e te informar, basta clicar aqui!

Até a próxima!