Posts

marketing e vendas

Marketing e vendas: saiba como unir os setores e aumentar seu lucro

Marketing e vendas: saiba como unir os setores e aumentar seu lucro

Apesar de serem setores diferentes, marketing e vendas estão intimamente ligados. Isso porque o sucesso de um depende do sucesso do outro. Veja como unir estes dois setores ajuda a aumentar as vendas e, de quebra, ter mais lucro!

Marketing e vendas, qual é o papel de cada um

Marketing e vendas devem trabalhar juntos para aumentar os lucros da empresa.

Equipes de marketing e vendas trabalhando em conjunto. Foto: Pexels / Fauxels

Em primeiro lugar, vamos mostrar qual é o papel de cada setor para depois esclarecer como eles podem trabalhar juntos. Vamos lá!

O que o marketing faz?

Em suma, é o setor responsável por construir a imagem da empresa. Ou seja, a forma como as pessoas vêem o negócio.

Ele projeta ações que atraiam novos clientes e cria uma posição estratégica de mercado.

Para que isso seja possível, o marketing faz campanhas publicitárias, controla os canais de comunicação interna e externa da empresa e estimula o engajamento dos consumidores por meio da gestão de mídias sociais.

Se você quiser saber mais sobre o assunto, clique aqui e veja o conteúdo que fizemos sobre o marketing para pequenas empresas.

O que faz o setor de vendas?

Agora, no que diz respeito ao setor de vendas, ou comercial, podemos dizer o seguinte:

É ele quem faz a precificação dos produtos, controla a margem de lucro e faz a abordagem direta ao consumidor.

Para que tudo isso seja possível, é essencial que existam clientes, não é mesmo? É por aqui que começamos a ver a importância dos setores de marketing e vendas atuarem juntos.

Como unir marketing e vendas para aumentar o lucro

Para unir os setores de marketing e vendas invista em reuniões periódicas.

Reuniões periódicas dos setores de marketing e vendas. Foto: Pexels / Fauxels

De modo geral, para unir os dois setores e fazer com que trabalhem juntos, você precisa começar criando uma cultura dentro da empresa. Para que isso seja possível, estimule a troca de informações e também crie metas e objetivos para serem alcançados juntos.

Apesar de tanto marketing quanto vendas ainda precisarem de metas e estratégias diferentes em alguns aspectos, os dois setores precisam se ver como parte de um todo que é a empresa.

Diante disso, vale investir em três ações:

  1. Reuniões periódicas entre as equipes. Com isso, você pode planejar ações conjuntas, elaborar metas e objetivos, definir como alcançá-los e criar um cronograma para isso. Desse modo, você fortalece o trabalho cooperativo.
  2. Unificar as informações. Nesse sentido, é importante que o setor de vendas passe para o marketing as informações que registra sobre a opinião dos clientes, o que está vendendo mais e como os consumidores chegam até você. Em contrapartida, o marketing deve usar essas informações para trabalhar em campanhas que facilitem a chegada de leads até a loja ou empresa.
  3. Tenha um sistema para integrar tudo. Além de unir informações e fazer reuniões periódicas, é essencial que os dois setores trabalhem juntos em um ambiente exclusivo. Nesse ambiente, eles podem acompanhar o desenvolvimento das metas traçadas em conjunto.

Enfim, estas são pequenas ações que podem melhorar a atuação conjunta dos dois setores e, com isso aumentar o lucro da empresa. Afinal, se o marketing sabe qual é o resultado de suas ações, fica mais fácil para traçar novos objetivos. Em contrapartida, os vendedores receberão leads mais dispostos a comprar, o que vai gerar uma receita maior!

 

 

 

Margem de lucro

Margem de lucro: o que é e como calcular?

Margem de lucro: o que é e como calcular?

Você sabe dizer qual é a lucratividade do seu negócio? Ou seja, sabe dizer qual é a sua margem de lucro?

Nem sempre essa margem é considerada na hora de determinar o preço de um produto ou serviço, no entanto ela é essencial para o negócio. Isso porque ela garante a saúde financeira e o poder de investimento de um empreendimento.

Vamos te mostrar agora o que significa, exatamente, margem de lucro e como você pode calculá-la de maneira simples. Vem com a gente!

Para que fique mais fácil de calcular a margem de lucro, você pode contar com a ajuda de uma calculadora.

Calculadora ajuda a saber a margem de lucro. foto: Pexels / Karolina Grabowska

O que é margem de lucro?

A margem de lucro, ou lucratividade, é o valor, em percentual, de quanto a empresa lucra com um produto ou serviço. Sua porcentagem é adicionada aos custos totais do preço final.

Em outras palavras, podemos dizer que a porcentagem de lucro é responsável por gerar o lucro da empresa.

Ela também ajuda a ver como anda a saúde do empreendimento. Isso porque ajuda a entender se o lucro é suficiente para manter o negócio e fazer com que cresça. De acordo com o SEBRAE, é fundamental que o gestor do negócio saiba analisar de modo objetivo em que pé se encontra esse indicador financeiro.

Como calcular a margem de lucro?

Não importa o tamanho do seu negócio, conhecer a margem de lucro é essencial.

Mulher analisando a lucratividade saudável de sua empresa. foto: Pexels / Andrea Piacquadio

De modo geral, a lucratividade pode ser calculada de duas maneiras, por meio do lucro bruto ou então do lucro líquido. Veja:

Lucro bruto

Nesse ponto, para saber a margem de lucro bruto da empresa, você precisa conhecer a receita total, além dos custos de produção (matéria prima e mão de obra). Vamos te ajudar com um exemplo.

Só para ilustrar, imagine que você tenha um custo de R$20,00 para produzir uma camiseta e que vende ela por R$30,00, que é a sua receita. Em primeiro lugar você precisa descobrir seu lucro bruto:

  • R$30 (receita) – R$20 (custos) = R$10 -> este é seu lucro bruto

Com esse valor, você pode calcular seu lucro em porcentagem:

  • lucro bruto / receita x 100 = margem de lucro (%)
  • R$10/R$30 = 0,3
  • 0,3 x 100 = 30%

Nesse caso, a porcentagem de lucro da empresa com a venda de camisetas é de 30%.

Lucro líquido

Agora, no caso do lucro líquido, temos outras variáveis para considerar. Nesse sentido, custos com aluguel, impostos, água, luz e outros encargos entram na conta. Para que fique mais claro, vamos continuar com o mesmo exemplo.

Assim sendo, imagine que, além do custo de R$20,00, a empresa também gasta R$2,00 com impostos e R$3,00 com outras despesas. Logo, o custo total é de R$25,00 e o lucro líquido será de R$5,00.

Com isso, a lucratividade fica assim:

  • lucro líquido / receita x 100
  • R$5 / R$30 x 100
  • 0,16 x 100 = 16%

Desse modo, apesar da porcentagem ser menor, usar o lucro líquido mostra um valor mais real para o empreendedor.

A partir do cálculo da margem de lucro, é possível definir se o negócio é saudável ou não para se manter. E aqui, vale considerar que cada tipo de negócio tem uma lucratividade ideal. Portanto, antes de qualquer coisa, pesquise se sua porcentagem de lucro está dentro do esperado para o setor.