Tintas para Serigrafia: diferenças e características importantes

Por Marcelo Suman

Você deve ter percebido que hoje existem diversos tipos de tintas para Serigrafia no mercado. Cada uma delas possui diferentes características que, por sua vez, proporcionam resultados diferentes na hora de produzir a estampa. Ter conhecimento sobre as características e finalidades das tintas que você usa, é fundamental para produzir uma camiseta de alta qualidade.

Confira abaixo as principais tintas presentes no mercado e suas diferentes maneiras de usa-las.

Tinta Normal (usada principalmente em peças escuras)

A tinta para Serigrafia considerada normal é composta basicamente por pasta base Mix somada à alguma pigmentação. A pigmentação possui fórmulas que determinam a cor que você quer que a estampa tenha. Por conta da pasta base ser Mix, a tinta normal é mais espessa se comparada com as outras tintas do mercado. Além disso, essa característica agrega mais qualidade no resultado final da peça, estabelece maior nitidez e proporciona rapidez na produção.

Uma dica interessante é que você já tenha algumas cores já pré-produzidas (tabela de cores) na sua Serigrafia. Através delas é possível proporcionar maior agilidade para a produção e contribui para uma boa economia financeira.

Tinta Clear

A tinta Clear possui a mesma pigmentação da tinta normal. Porém a pasta base é constituída por grande quantidade de água e ligante, o que a deixa com uma espessura mais maleável. Essa composição permite que as diferentes cores da estampa se misturem. Dessa forma o resultado torna-se excelente, sendo usado principalmente em serigrafias com imagens.

Mas atenção! A tinta Clear permite que você trabalhe com apenas quatro cores, compostas por: Ciano, Magenta, Amarelo e Preto.

Em peças escuras, é necessário passar uma camada de tinta branca antes de aplicar as cores da Cromia, pois o resultado ideal só é atingido sobre fundo branco. Se no processo de serigrafia a estampa for feita diretamente em peças escuras, a tinta Clear se dissolverá juntamente com a malha. Além disso, se a tinta não for aplicada corretamente, a nitidez, o contraste e a qualidade da estampa serão prejudicados.

Tintas Especiais (prateado/dourado e fluorescente)

O processo de composição das tintas especiais segue os mesmos princípios das demais tintas do mercado, porém o pigmento é diferenciado e específico para a sua criação.

As cores prateadas e douradas possuem um aspecto mais distinto. O diferencial fica por conta do brilho que está presente na tinta. Essa composição exige maiores cuidados, pois o brilho dificulta que a tinta seja aplicada em detalhes mais finos e leves. Utilizar essa tinta em formatos menores pode entupir rapidamente a tela da sua serigrafia, o que torna o processo mais lento.

Já as tintas para Serigrafia consideradas fluorescentes, exigem que sejam passadas diversas demãos de tinta na hora de estampar. Quanto mais quantidade de tinta for aplicada na malha, mais fluorescente será o resultado final da peça. Entretanto para peças escuras, o recomendado é passar no mínimo 3 demãos de tinta.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta